Argumentos contra a legalização da maconha

A maconha é a terceira droga mais consumida no mundo, ficando atrás apenas do Álcool e do cigarro.

Seu uso pode trazer vários riscos para a saúde, como câncer, esquizofrenia e doenças cardíacas. Por isso, hoje vou listar 5 motivos para ser contra a legalização da maconha.

5 Motivos para ser contra a legalização da maconha

1 - Saúde

A maconha pode trazer tantos prejuízos para a nossa saúde que eu vou listar apenas os problemas mais graves.
·       
  1. Câncer e outras doenças ligadas ao sistema respiratório;
  2. ·       Doenças ligadas ao coração, como infarto agudo do miocárdio; e
  3. ·       Derrame cerebral.
  4. ·       Redução considerável nos níveis de testosterona e, consequentemente, impotência sexual;
  5. ·       Infertilidade;
  6. ·       Diminuição dos espermatozoides e alterações no ciclo menstrual;
  7. ·       Dor de garganta e tosse crônica; e
  8. ·       Transtornos mentais como ansiedade, psicoses e depressão.
Aredito que só com esses motivos já seria mais do que necessário para convencer alguém a não usar a droga, mas como ela traz tantos outros problemas, vamos continuar.

2 - Porta de entrada para outras drogas

Apesar da maconha ser muito consumida, seus efeitos a curto prazo não são tão devastadores quanto outras drogas mais pesadas, como o crack.

A primeira sensação ao usar a erva é de relaxamento e leveza, mas com o seu uso contínuo o corpo vai se acostumando a essas substâncias e por isso essas sensações vão deixando de ser comuns. É aí que o usuário começa a buscar essa mesma sensação em outras drogas. E cá entre nós, é um caminho sem volta.

3 - Impacto Social

Com a legalização, pessoas poderiam fumar em locais públicos. Já imaginou alguém fumando maconha ao lado do seu filho na rua sem nenhum problema? Você já percebeu como o adulto influencia uma criança? Daqui uns 10 ou 15 anos, o número de usuários seria muito maior que o de hoje.

Além disso, a liberação do uso é um incentivo para o aumento do consumo, tornando mais pessoas dependentes, assim como aconteceu com o tabaco e o álcool. Não é a toa que essas são as duas drogas mais consumidas no mundo nos dias de hoje.

4 - Alucinógenos

A Cannabis Sativa possui um agente ativo chamado THC, que é um alucinógeno nato. Por causa desse elemento, o crescimento do número de pessoas com doenças psiquiátricas seria enorme. Aumentando assim a internação em clínicas e hospitais. 

Ou seja, mais dinheiro público seria enviado ao Sistema Único de Saúde, SUS, mas não para tratar doentes, mas para tratar os dependentes da maconha.

5 - Segurança Pública

A segurança de pessoas que não fazem uso da droga também estaria em xeque. 

É normal vermos nas manchete dos jornais um grande número de pessoas que se envolvem em acidentes de trânsito pelo uso do álcool - mesmo sendo proibido dirigir enquanto se está sob o efeito do álcool. Já imaginou como não seria se a maconha também fosse liberada. 

Teríamos um aumento no número de pessoas dirigindo sob o efeito da erva, e consequentemente, um maior número de acidentes nas estradas.


Estes são apenas alguns dos motivos pelos quais a maconha não pode ser liberada ao uso de qualquer pessoa. 

Os danos são praticamente irreversíveis. É um caminho sem volta.







SHARE

Milan Tomic

Hi. I’m Designer of Blog Magic. I’m CEO/Founder of ThemeXpose. I’m Creative Art Director, Web Designer, UI/UX Designer, Interaction Designer, Industrial Designer, Web Developer, Business Enthusiast, StartUp Enthusiast, Speaker, Writer and Photographer. Inspired to make things looks better.

  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário